[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_tjqy"]

o que é microbiota intestinal

O que é a microbiota intestinal? Qual sua relação com o comportamento alimentar

Bactérias? Pode ser difícil de acreditar mas elas estão em todos os lugares… elas estão no ar, nas plantas, nos animais e também em nós! Elas estão em nossa pele, na nossa boca, mas onde elas existem em peso mesmo é no nosso intestino. Mas, mais difícil mesmo de acreditar é que as bactérias que nos habitam ajudam a manter tudo funcionando em ordem no nosso corpo!

Não faz muito tempo, pensar em bactérias era repugnante. A gente associava esses microorganismos a sujeira, doenças… falava-se em micróbios as pessoas tinha até calafrios!

Mas ideia de que bactérias são do mal e que devemos esterilizar tudo a nossa volta tem caído por terra! Estudos modernos têm mostrado por A + B que um equilíbrio na nossa microbiota intestinal está diretamente relacionado à nossa saúde! Então, para início de papo vamos entender o que é a microbiota intestinal.

O que é a (famigerada) microbiota intestinal?

Muito se tem falado de microbiota nos últimos anos. É microbiota isso, microbiota aquilo, probióticos isso, prebióticos aquilo…

Mas o que é  microbiota intestinal de fato? Do que ela é composta? E pra que ela serve?

A  microbiota intestinal é povoada não só por bactérias ruins, mas também bactérias que são (e muito) benéficas e que podem nos trazer vários benefícios! É a convivência entre elas que vai influenciar nosso metabolismo, nossos ritmos biológicos, nossos sistemas imunitário e de defesa e consequentemente nossa saúde!

Todo dia sai um estudo mostrando a importância das bactérias que vivem no nosso intestino na regulação de vários dos nossos processos fisiológicos. Elas protegem as células intestinais, mantendo-as saudáveis e funcionais (afinal é a casa delas, né?). E isso vai muito mais além… essas bactérias e os seus metabólitos (que são moléculas resultantes do metabolismo delas) influenciam até mesmo o nosso estado de espírito, já que elas agem (pasmem) direta e indiretamente no nosso cérebro! Deu já para ter uma noção de o que é a microbiota intestinal para começar? 🙂

Fatores que definem que tipo de bactérias vivem no nosso intestino

Lembra que te contei que as bactérias estão em tudo? Pois bem. As bactérias que vivem dentro de você vão depender de vários fatores como o ambiente em que você vive, as pessoas com as quais você tem contato, seus hábitos… mas o que vai influenciar diretamente a composição da sua microbiota é o que você come.

Probióticos e prebióticos, qual a diferença?

Você já sabe que as bactérias que vivem no seu intestino podem trazer benefícios para nossa saúde, né? Então… essas bactérias, que são chamadas por aí de bactérias do bem, são denominadas probióticos!

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), probióticos são “organismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefício à saúde do hospedeiro”.

Esses probióticos estão presentes em alimentos fermentados como leites fermentados, iogurtes caseiros (e não caseiros), kefir, kombucha, queijos, alimentos em conserva como o chucrute e os picles. O consumo desses alimentos está relacionado a um aumento de bactérias benéficas no nosso intestino!

Então, consumir esses alimentos pode nos trazer muitos benefícios, mas pra coisa ficar mais linda de bonita a gente deve também alimentar bem as bactérias que já vivem dentro da gente!

E é aí que entram os  “Ingredientes nutricionais não digeríveis que afetam beneficamente o hospedeiro estimulando seletivamente o crescimento e atividade de uma ou mais bactérias benéficas do cólon, melhorando a saúde do seu hospedeiro”…

Não sei se você percebeu, mas acabei de te apresentar os prebióticos! Esses prebióticos são encontrados nos vegetais em geral. Alguns exemplo de alimentos ricos em prebióticos? Batata Yacon, chicória, cebola, alho, alcachofra, aspargo, cevada, centeio, soja, grão de bico…

Sabe-se também que uma alimentação rica em alimentos com excesso de açúcar e pobres em fibras também alimenta as bactérias no seu intestino… mas as ruins!

O que comemos influencia na nossa microbiota… e o contrário?

Sentir fome e saciedade faz parte da vida de qualquer ser vivo! Esse controle é realizado por componentes do nosso trato gastro intestinal que secreta moléculas que atingem nosso cérebro. O cérebro vai integrar essas moléculas que vêm de baixo com moléculas produzidas no próprio cérebro que vão fazer a gente sentir se a gente tá com fome ou se já comeu o suficiente.

Nosso trato gastro intestinal é a casa da maior parte das bactérias no nosso corpo. E essas bactérias dependem do que comemos pra viver por lá. E o contrário?

Será que a nossa microbiota influencia o que comemos? E a resposta é SIM!

Regiões do nosso cérebro que controlam nosso comportamento alimentar são ativados por hormônios produzidos em vários tecidos, inclusive no nosso intestino.

As bactérias digerem fibras que não podemos digerir produzindo uma série de moléculas que podem ser usadas como fonte de energia para as células do intestino mantendo-as saudáveis.

Essas moléculas podem agir em células no intestino que liberam hormônios. Então, quanto mais células intestinais saudáveis, mais moléculas resultantes do metabolismo das bactérias estimulam a liberação de hormônios que transmitem sinais de saciedade. Esses sinais vão pra corrente sanguínea, atingem o cérebro e nos fazem perceber que já comemos o suficiente.

Ou seja, bactérias bem alimentadas protegem a mucosa intestinal e contribuem para nossa sensação de saciedade! Daí a razão de entender o que é a microbiota intestinal, concorda?

Ok. Então como faz pra ter uma microbiota bem alimentada?

Aqui preciso fazer um alerta!

A vida moderna, junto com a falta de tempo, menos refeições de qualidade, o estresse… têm contribuído para uma diminuição progressiva da diversidade microbiana e adivinha o que vem junto com isso tudo?

Um aumento nas doenças associadas à alimentação: doenças cardiovasculares, diabetes tipo2, obesidade, síndrome metabólica, desnutrição, desordens alimentares, doenças inflamatórias intestinais, doenças mentais, câncer…

Compreender o que é a microbiota intestinal e cuidar dela é importante para sua própria saúde! Afinal é você quem vai alimentar essas bactérias!

Comer melhor e ter uma alimentação adequada vai te levar a ter uma microbiota mais saudável!

Aumentar o consumo de fibras e incluir alimentos ricos em pré e probióticos também podem ajudar a restaurar as bactérias do bem que vivem dentro de nós promovendo um melhor controle não só do nosso apetite, mas também da nossa saúde.

Se estiver precisando de ajuda especializada para colocar isso em prática, recomendo assistir o vídeo abaixo:


Agora que você descobriu o que é a microbiota intestinal, tudo isso está nas suas mãos!

Quer melhorar sua relação com a comida? Sem estresses e culpa? Eu te aconselho que conheça o curso online da Dr. Sophie Deram, autora e criadora aqui desse blog!

O curso online Efeito Sophie não se trata de uma dieta personalizada, mas sim de uma programa de transformação alimentar que te permitirá voltar a sentir o que gosta e precisa.

> Saiba mais sobre o curso online Efeito Sophie aqui!

Referências:

Rosana Dantas é nutricionista, mestre e doutora em Fisiologia Humana pela Universidade de São Paulo, autora do livro “A melatonina não serve só para te fazer dormir”  e idealizadora de um projeto de divulgação científica cheio de bom humor chamado Dieta Científica.

Se você gostou dessa leitura sobre o que é a microbiota intestinal, provavelmente vai gostar destas aqui que separei para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *