[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_tjqy"]

Como prevenir a obesidade

Como prevenir a obesidade: mudança de hábito é a palavra-chave!

Você certamente já ouviu falar no poder do hábito, certo? Mudar o estilo de vida, rever conceitos, reavaliar costumes…nada disso é fácil. Especialmente quando falamos em alimentação! Mas se você está em busca de uma resposta sobre como prevenir a obesidade e manter sua saúde em dia, vale fazer esse exercício.

Muito da nossa rotina alimentar tem a ver com nosso contexto, nosso entorno e nosso histórico familiar e cultural. Se você cresceu em uma família que valoriza comida de verdade, cozinha regularmente e inclui ao cotidiano frutas, legumes e verduras, é mais provável que incorpore isso em sua própria casa.

Mas os hábitos também podem ser adquiridos! E me refiro não só ao tipo de comida que se come, mas também ao comportamento diante dela. Mães muito obcecadas por dieta, por exemplo, acabam passando – ainda que inconscientemente – esse “medo de comer” para os filhos. O que eu quero dizer com isso é que a forma como comemos é tão importante quanto o que comemos.

Então para descobrir como prevenir a obesidade é preciso considerar todos os aspectos que interferem diretamente na nossa saúde e no nosso peso.

Como prevenir a obesidade: parando de focar só no peso!

Sou contra radicalismos. Então, quando proponho uma resposta à pergunta “como prevenir a obesidade” busco oferecer alternativas para aquelas pessoas que estão há anos brigando com a balança e, pior, passando boa parte da vida comendo com culpa. Isso é muito chato e exaustivo!

Lembre-se que o seu peso é consequência da sua saúde e não o contrário. Por isso, colocar toda energia só no número da balança não é uma boa estratégia.

Hoje vou falar sobre minhas três dicas básicas, que servem para quem está tentando encontrar o equilíbrio e manter uma relação saudável com a comida. Assim como prevenir a obesidade, essas dicas servem para tornar o momento da alimentação mais prazeroso.

Dica 1 – Diga não à dieta!
Essa é minha dica número 1 e virou um verdadeiro “slogan” do meu trabalho. E não é algo que eu simplesmente tirei da minha cabeça: é a ciência que indica isso! Inúmeras pesquisas já concluíram que dietas muito restritivas não funcionam no longo prazo. Elas só têm efeito sim no curto prazo, por isso continuamos tentando e pensando que a próxima vai funcionar se tivermos força e disciplina.

Estudos mostram que 95% das pessoas que passam por este tipo de regime alimentar radical de fato emagrecem no começo, mas depois voltam ao peso inicial e em muitos casos ganham até mais quilos.

Isso acontece porque o nosso cérebro não entende uma perda de peso tão brusca como algo saudável, e sim, como um perigo! Então ele vai fazer de tudo para voltar ao peso inicial. Como? Desacelerando seu metabolismo, estocando mais energia!

Então, não se esqueça: dietas aumentam nossa fome. Então uma das formas mais eficazes de prevenir a obesidade é comer melhor, com qualidade e variedade, respeitando a sua fome. Comendo em paz e de forma equilibrada, não precisará passar por grandes privações e você evitará os episódios de exagero – que, pra piorar, sempre terminam em muita culpa. Entendido?

Dica 2 – Coma alimentos verdadeiros
Ultimamente estamos vivendo uma onda de dicas sobre “comida de verdade”. Ainda bem! Frutas, legumes, verduras, cereais, carnes, arroz, feijão…tudo isso é muito rico do ponto de vista nutricional. Nosso corpo gosta, se sente mais satisfeito.

Isso não quer dizer que não se possa comer nenhum alimento industrializado! O intuito é diminuir a quantidade dos alimentos ultraprocessados, incluindo mais alimentos in natura.

E engana-se quem pensa que “comida de verdade” é comida sem graça. Abusando dos temperos naturais, você consegue fazer pratos saborosos e diversificados, sem precisar carregar muito no sal ou usar caldos industrializados. Veja algumas dicas aqui de receitas de frango, por exemplo! Dê uma passadinha também nesta deliciosa empada e, por que não, neste maravilhoso crepe francês? Para se inspirar!

Dica 3 – Cozinhe
Depois de tantas dietas da moda, finalmente a ciência está cada vez mais certa de que nossas avós sabiam mesmo das coisas: uma das mais importantes ferramentas de prevenção à obesidade é comer mais comida caseira, de preferência, alimentos in natura.

Existem estudos que mostram que comer comida feita em casa é a melhor prevenção contra a obesidade!
Cito um em específico, da John Hopkins University, que mostrou que “pessoas que cozinham em casa têm uma alimentação mais saudável”.

Ele deixa bem claro que o ato de cozinhar melhora a relação das pessoas com a comida e contribuem para uma melhor qualidade do que vai no prato: quando você cozinha, pode caprichar na variedade e também diminuir a adição de sódio, açúcar e gordura.Veja só: isso pode ajudar a comer melhor e é um caminho comprovado de prevenção à obesidade!

Se você não tem nenhuma familiaridade com a cozinha da sua casa, e ninguém que vive com você também tem, procure então apostar nos restaurantes que servem comida fresca, simples, com carinha de comida caseira. Existem muitas opções boas por aí, basta estar consciente de suas escolhas alimentares!

Mas não desista de começar a ficar mais na cozinha e elaborar pratos simples: você ganhará dos dois lados: vai melhorar a saúde e economizar dinheiro.

Bon appétit!

Separamos mais conteúdos para você que busca como prevenir a obesidade:

Que tal conhecer meu método Efeito Sophie, que ensina a transformar sua relação com a comida e a voltar a escutar os sinais do seu corpo? São seis semanas com vídeos e materiais que vão explicar sobre hábitos alimentares, e como recuperar o prazer de comer. Saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *