Você come quando está estressado ou triste?

Aprenda a lidar com a fome que mais engorda.
Comece o curso online hoje!

Você sabia que existem vários tipos de fome?

Entenda os principais

Os principais tipos de fome

A fome física, também conhecida como fome fisiológica:
É a fome das suas células, que estão precisando de energia e nutrientes. É muito importante saber identificar e respeitar a fome física.
Quando a sente, pode comer a sua refeição, de preferência comida, sem preocupação e sem culpa até ficar satisfeito. Nossos avós já faziam isso sem se preocupar. Ou seja, essa relação de naturalidade com a fome é algo que era respeitado nas gerações passadas, e hoje em dia tornou-se algo confuso para muitos de nós.

A fome social:
É uma fome relacionada à uma situação social. O ser humano é um animal social. Comer com amigos e familiares é uma felicidade.
A fome social aparece quando o alimento está disponível em algum evento. Vemos, sentimos o cheiro, ouvimos falar do alimento. Isso tudo pode fazer com que comamos “no modo automático”, ou seja, sem perceber, enquanto estamos conversando.

A vontade:
É uma fome relacionada ao prazer, a sentir o gosto, degustar, apreciar, saborear. É relacionada às suas preferências e lembranças (o bolo da vovó).
Ela pode ser também, querer experimentar algo novo, que tem uma cara boa ou foi descrito para você como algo muito bom. Mesmo sem fome, tem um espaço para uma vontade!

A fome emocional:
Ela envolve a necessidade de comer algo gostoso, qualquer que seja. Eu escuto muito “preciso preencher o buraco agora!” Você não planejou comer naquele momento, mas é mais forte do que você. Você não fica satisfeito com uma pequena quantidade e tem certa urgência em satisfazer essa fome.
Às vezes, envolve uma sensação de perda total de controle, o que chamamos de compulsão alimentar.
A fome emocional faz comer “sem fome (física)” e é provavelmente o que faz mais engordar.

A literatura descreve até 9 tipos de fome, mas esses 4 são os principais que você precisa comer para poder trabalhar a sua fome emocional.

É comum ter fome emocional, a fome que mais engorda, especialmente para quem já fez dietas.

Sua forma mais extrema é a compulsão alimentar.

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Você come, as vezes em grande quantidade, quando:

> Está estressado ou irritado?
> Está triste ou cansado?


> Você usa comida para aliviar emoções?
> Você em muita vontade de comer doces?

Se identificou com algum desses pontos?

Não perca tempo! Comece o programa hoje.

A dinâmica do
"Efeito Sophie no
Comer Emocional"

O curso online vai te mostrar o que é
comer emocional e as suas várias formas,
até a mais extrema que é a compulsão alimentar.

Ele vai também te explicar de onde vem a fome
emocional e te dar dicas, ferramentas e práticas
para você identificar os seus gatilhos
e mudar seu comportamento.

Dessa maneira, você poderá lidar 
melhor com
a sua fome emocional.

Em apenas duas semanas,

você terá as chaves para transformar seus hábitos alimentares apoiado em três pilares:

O programa foi organizado no tempo de duas semanas, sobre três pilares:

  1. Fazer as pazes com a comida
  2. Sua rotina e
  3. Como você se alimenta.

Você aprenderá a resgatar os sinais do seu corpo, ou seja a reconhecer com mais segurança o tipo de fome que tem em determinado momento e a perceber quando está saciado

 

Dessa forma, você ganhará autonomia para lidar com seus sentimentos e terá as ferramentas para continuar no caminho rumo a uma vida melhor.

Semana 1

Semana 1

Nesta semana você irá aprender sobre:

Os tipos de fome: existem diversos tipos de fome, você precisa conhecê-las para aprender a lidar com cada uma em sua vida.

Efeito das dietas restritivas: dietas não funcionam, bagunçam seu organismo e fazem engordar, entenda como!

Como funciona a fome: seu corpo precisa de energia para funcionar e ela vem da comida! Então, a fome é um sinal biológico que existe para nos manter vivos e para o nosso bem – estar! Vamos entender mais sobre ela?

Comer sem fome: você está com vontade de comer, mas será que é fome mesmo?

Exagero x compulsão alimentar: entenda a diferença entre os dois.

Fazer as pazes com a comida: vivemos em um mundo cheio de informações sobre alimentos e nutrientes, esse excesso faz aparecer modismos e novas dietas o tempo todo. Aqui te mostro porque isso não faz sentido e como fazer as pazes com a comida.

Ferramenta para perceber o comportamento alimentar: Diário alimentar.

Semana 2

Semana 2

Nesta semana o objetivo é aprofundar as várias informações que já te passei na primeira semana e introduzir algumas coisas a mais, para você entender e perceber melhor o que é esse comer emocional e continuar a refletir sobre o seu próprio comportamento e seus gatilhos. Isso será dividido nos seguintes blocos:

O que a dieta faz no seu cérebro: com a prática de dietas o seu corpo procura se adaptar e isso mexe com seu cérebro, aumentando seu apetite. O resultado é um maior peso na balança. Te mostro aqui, como isso acontece!

A vontade de comer doces: os doces são alimentos que nos dão energia mais rapidamente e também uma recompensa na busca de lidar com as questões emocionais.

Reconhecer as fomes: com base no que você aprendeu sobre os tipos de fome, vamos aprender a reconhecê-las com mais detalhes. Vamos falar também sobre a vontade de comer x a fome emocional.

Como diminuir a culpa: se você sentir prazer e não culpa ao comer, tende a saborear melhor seu prato e dessa maneira se satisfazer com porções menores!

Reprograme o seu cérebro: é possível sim mudar seu paladar e os estudos estão cada vez mais mostrando que é possível mudar seu sistema de recompensa e seus gostos alimentares!

Comer consciente: estar presente no momento da refeição é a definição do comer consciente. Entenda nesta parte a sua importância!

Lidar com as emoções sem comer: pense o que te faz bem além de comer! Sabendo quais são os seus gatilhos, encontre outras formas de lidar com as suas emoções.

Comer melhor e não menos: coma com consciência, prazer e sem sentir culpa!

Comece hoje o curso "Efeito Sophie no Comer Emocional"

Você terá acesso a um site exclusivo (por um ano), com todo o material dos dois módulos, e à comunidade dos membros.

E o melhor: você terá também uma garantia total de 7 dias!
Não gostou do programa? Pode cancelar durante a primeira semana e receber todo o seu dinheiro de volta. Não precisa justificar nada! Basta enviar um e-mail solicitando o cancelamento.

6x R$19,90 

no cartão de crédito.

Outras formas de pagamento disponíveis.

Destaque em:

Sou uma nutricionista franco-brasileira,
doutora da USP
, autora do livro “O peso das dietas”
e estou no ramo há mais de 20 anos. 

Sabemos hoje que o comportamento alimentar é tão importante
 quanto os nutrientes que comemos

Pesquiso a neurociência do comportamento alimentar e sou
especialista no tratamento de transtornos alimentares,
especialmente comer emocional e compulsão alimentar.

Depoimentos