[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_tjqy"]

motivação para emagrecer

Sem motivação para emagrecer? 5 dicas simples [que funcionam]

Muita gente está procurando formas de perder peso, o que geralmente inclui “fechar a boca e malhar” acompanhado de disciplina e força de vontade. Esse tipo de motivação para emagrecer por vezes mais atrapalha do que ajuda, pois reduz tudo a uma questão de “foco, força e fé”.

Na verdade, emagrecer, ou melhor, atingir um peso saudável, inclui diversos fatores que vão além do que comemos. Diz respeito também a como comemos, a problemas hormonais, metabólicos, fisiológicos, psicológicos,  e à qualidade do sono, etc.

Do mesmo modo, a motivação não é estática, de modo que podemos nos sentir mais ou menos motivados. Ela muda pela influência de diversos fatores, internos e externos, que estimulam nossas decisões e atitudes. Vamos entendê-la melhor?

O que é motivação?

A motivação é um elemento que impulsiona as pessoas a executarem uma ação de determinada forma, ou seja, a agirem para atingir seus objetivos.

É um sentimento individual. Isso quer dizer que parte de cada um de nós. Não é possível que eu te motive, apenas posso estimular os seus motivos. Porém você é capaz de encontrar motivação, de acordo com a consciência que você apresenta para mudar, como também pelo momento da sua vida.

Motivação Interna

Quando a motivação parte de fatores internos, mais autônoma ela se torna, e assim nos sentimos mais estimulados a realizar mudanças e a mantê-las a longo prazo.

Essa motivação autônoma ocorre quando aprendemos ou experimentamos algo novo, quando nos sentimos desafiados, e pelo estímulo a sensações prazerosas associadas a mudanças que influenciam os sentidos. Por exemplo, quando alguém resolve fazer um novo esporte e sente que aquilo traz aprendizados, além de benefícios para o corpo e o bem-estar.

Motivação Externa

Além dos fatores internos, fatores externos e do meio em que a pessoa está inserida podem motivá-la ou desmotivá-la. Nesse caso, a motivação não traz tanta autonomia, ainda que possa trazer mudanças a curto prazo.

Nesse caso, nos sentimos motivados porque vamos ganhar algo em troca, como um prêmio ou recompensa, para evitar um sentimento de culpa, ou por acreditarmos naquilo, apesar de não sentirmos prazer na ação.

Esse tipo de motivação está relacionada a determinados comportamentos como: restringir a alimentação para caber em um vestido, não comer um bolo de aniversário para evitar sentimentos de arrependimento e medo de engordar, ou comer determinado alimento mesmo sem gostar apenas porque acredita que ele contribuirá para o emagrecimento.

Nesses casos, a motivação para emagrecer é controlada por fatores externos, não nos traz autonomia, e não nos comprometemos em manter nossa mudança de comportamento a longo prazo. Mas porque isso acontece?

Por que buscar a motivação para emagrecer em fatores internos?

Quando buscamos uma motivação para emagrecer, geralmente focamos em uma perda de peso rápida comumente associada com uma dieta restritiva e exercícios físicos para aumentar o gasto calórico.

Essa motivação para emagrecer, com ênfase apenas no peso, não traz mudanças sustentáveis nem duradouras. Logo após emagrecer os dois quilos que deseja e entrar no vestido, é bem provável que volte a engordar, entrando no que é efeito sanfona e tendo o emagrecimento como uma obsessão.

As mudanças de comportamento ganham mais sentido, quando desviamos o pensamento da mera perda de peso, e focamos nos ganhos para a nossa saúde. Quando sentimos que comemos de maneira saudável e que isso faz bem para o nosso corpo, saúde e bem-estar, nos sentimento verdadeiramente motivados.

Mais do que procurar uma motivação para emagrecer é importante buscar motivos internos que te levem a mudar determinados comportamentos a longo prazo e que contribuam para que você se mantenha motivado. Para isso, trago abaixo algumas dicas que podem te ajudar.

Como manter a motivação para emagrecer? 5 Dicas

1- Aceite e respeite o seu corpo

Não seja tão crítico em relação ao seu corpo. Não faça julgamentos nem comentários depreciativos ou negativos sobre ele. Aprecie as partes do seu corpo que mais gosta em vez de ressaltar aquilo que mais te incomoda.

Perceba-o como algo indispensável que te permite realizar tantas atividades no dia-a-dia: locomover-se, trabalhar, divertir-se, exercitar-se, conversar, etc. Essa é minha primeira dica para quem busca motivação para emagrecer.

2 – Tire o foco do peso

O excesso de peso pode estar associada com problemas de saúde e não há nenhum mal em querer emagrecer, desde que de forma saudável, sem dietas milagrosas nem restritivas.

É importante perceber o emagrecimento como uma consequência de mudanças de comportamento e não como o foco do seu processo. A saúde não depende de um determinado peso ideal, mas de um conjunto de comportamentos saudáveis. Também é preciso lembrar que existem pessoas saudáveis de todos os tamanhos e corpos.

3 – Tenha paciência nos processos

Buscar uma vida saudável e estar em paz com a comida é mais interessante do que buscar como perder peso rápido. Geralmente essa perda está muito ligada a uma dieta impossível de ser seguida a longo prazo. Portanto, o melhor é fazer mudanças progressivas e entender que leva um certo tempo até percebermos os resultados das nossas mudanças em nossa saúde.

4 – Trace metas realistas

Definir metas pode ajudar nas mudanças de comportamento. E consequentemente, no impulso de motivação para emagrecer. Com a ajuda de um profissional de saúde, você pode definir objetivos e determinar alguns passos para atingi-los. Dessa forma você se concentra em mudanças graduais e não em metas irrealistas e imediatistas, como “perder 10kg em 1 semana”.

5 – Reconheça o positivo

Foque naquilo que conseguiu mudar e não se desanime com as metas que não foram atingidas ainda. Isso é essencial para não perder a motivação no emagrecimento.

Mudar é um processo gradativo e dinâmico, somos seres humanos e não máquinas, que repetem tudo do mesmo jeito.

No processo de mudança encontramos diversos obstáculos que não devem ser desanimadores, mas considerados para a compreensão das nossas dificuldades.

Dica final sobre motivação para emagrecer

Sempre que o assunto é saúde devemos contar com um acompanhamento mais próximo e profissional, busque um na sua cidade e siga no caminho do equilíbrio da alimentação e saúde.

Mas para já dar o passo inicial na sua vontade e motivação para emagrecer, eu recomendo que você conheça o meu curso online Efeito Sophie.

Nele, eu não vou falar sobre as últimas dietas da moda, alimentos milagrosos e fórmulas mágicas de emagrecimento – até porque não acredito em nada disso.

Ao invés, eu vou te ajudar a identificar o seu comportamento e relacionamento diante da comida.

A minha missão é fazer com que você possa encarar a alimentação como algo prazeroso, sem estresses e muito menos culpa.

Com algumas dicas práticas, você poderá alcançar o SEU peso saudável, de forma gradual e duradoura.

→ Se inscreva e comece hoje mesmo o curso online Efeito Sophie! ←

Vamos juntos nessa?

Referências:

E aí, o que achou desse texto sobre motivação para emagrecer? Conseguiu te dar um ânimo? Se gostou, provavelmente vai gostar destas aqui também que separei para você:

  1. Por que dietas restritivas não são sustentáveis? Respostas fisiológicas do seu corpo
  2. Qual é a melhor dieta para emagrecer?
  3. Conheça a dieta de emagrecimento perfeita para manter o peso

 

  • Talvez o maior erro de nós gordinhos seja o de transferir para métodos, receitas, dicas, pesquisadores e pessoas empenhadas no aprendizado e ensinamento nossos possíveis fracassos. Tudo que tenho lido aqui é extremamente valioso e importante. Creio que toda essa carga de informação é realmente nutrição para a mente. Atitudes e ações dependem exclusivamente de cada indivíduo, ainda que existam esforços externos para nos ajudar, a atitude, foco e motivação interna são unicamente de cada ‘serumaninho’ gordinho.
    Obrigado por compartilhar seu conteúdo Sophie!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *