[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_tjqy"]

dormir com fome emagrece

Será que dormir com fome emagrece? Confira bons motivos para não fazer disso um hábito

Hoje em dia emagrecer está associado a “fechar a boca” ou então “fechar a boca e malhar”. A partir dessa premissa, surgem diversas variações e modismos, como afirmar que “dormir com fome emagrece”.

Você já deve ter lido por aqui que não sou a favor de restrições e dietas.

Já adianto que comer menos do que a sua necessidade ou não comer (famoso jejum) pode fazer emagrecer no começo, mas não se trata de uma prática saudável. Falarei mais sobre isso a seguir.

Não respeitar a fome antes de dormir pode trazer prejuízos à saúde

O nosso corpo não para de trabalhar, mesmo quando estamos dormindo. Isso também significa que o corpo precisa de nutrientes para manter seu funcionamento normal durante o sono.

Ao dormir com fome para emagrecer, você estará privando o seu corpo do acesso rápido a esses nutrientes.

Pode ser até que você emagreça no começo – como em qualquer dieta ou restrição – mas estará sujeito ao risco de um efeito rebote, ou seja, recuperar todo o peso perdido e ganhar ainda mais.

Um dos motivos é que dormir com fome pode fazer com que você coma mais e até descontroladamente nas próximas refeições.

Ficar com fome ou em jejum é igual a prender a respiração: assim que voltamos a respirar, a respiração pode ser ofegante, mais intensa, e até “descontrolada”.

Além disso, ao fazer restrições desse tipo, você acaba desregulando o seu apetite, aumenta o risco de desenvolver um comer emocional ou até um transtorno alimentare.

Você sabia que a fome emocional é uma das fomes que mais faz engordar? Saiba mais sobre esse tipo de fome e como combatê-la nesse vídeo do meu canal:


Agora, me diz uma coisa, você come em grande quantidade quando:

  • Está estressado ou irritado?
  • Está triste ou cansado?
  • Usa a comida para aliviar emoções?
  • Tem muita vontade de comer doces?

Podem ser sinais da fome emocional! Envolve a necessidade de comer algo gostoso, qualquer que seja. Eu escuto muito “preciso preencher o buraco agora!” Você não planejou comer naquele momento, mas é mais forte do que você.

A boa notícia é que é possível eliminar a fome emocional. Eu reuni as dicas mais valiosas que desenvolvi ao atender meus pacientes durante mais de 20 anos e criei o programa online Efeito Sophie no Comer Emocional para te ajudar a combater esse comportamento.

Vamos juntos mudar essa situação? Comece agora mesmo o programa online Efeito Sophie no Comer Emocional!

E voltando ao tema deste artigo: resumindo, não caia nesse papo de que “dormir com fome emagrece”, preze pela sua saúde!

Comer melhor e não menos: o caminho para o peso saudável sem dormir com fome

Para chegar ao seu peso saudável, definitivamente não é interessante dormir com fome para emagrecer. Respeitar é a palavra-chave!

Buscar o equilíbrio respeitando o seu corpo e as suas necessidades é muito importante para a sua saúde – e mais simples do que parece!

Respeite a sua fome, e priorize na sua rotina os alimentos que irão conversar melhor com o seu corpo.

Quer saber quais são os alimentos milagrosos que podem te ajudar a comer melhor? São eles: frutas, verduras, legumes, aveia, arroz, feijão, castanhas, carne, frango e ovos, leite e derivados, entre outras opções que encontramos com facilidade na feira ou no mercado.

Quanto mais natural, melhor para o seu corpo.

Mas fique tranquilo também com relação aos alimentos ditos “prejudiciais à saúde”. Nenhum alimento por si só é capaz de gerar/curar uma doença. Deixe de lado esses rótulos!

Por exemplo, é sexta feira e bateu aquela vontade de comer pizza? Não tem problema algum em respeitar a sua vontade!

Garanto que é muito melhor do que dormir com fome e passar o resto do final de semana pensando em pizza – e até mesmo comer uma pizza inteira no domingo por ter freado para aquela vontade inicial.

Coma respeitando a sua fome e sua saciedade, que a moderação surge naturalmente! Não é preciso exagerar para apreciar.

Por último, respeite o tempo necessário para o início do processo de digestão no estômago ao comer antes de dormir. Evite deitar com estômago muito cheio, para não favorecer o refluxo.

Aguardar em torno de, pelo menos, uma hora  (ou até a sensação de estômago cheio passar) pode ajudar com que a digestão ocorra da melhor maneira possível, e não atrapalha seu sono.

Dormir bem pode ser muito mais interessante do que dormir com fome!

Dormir mal ou pouco é cada vez mais comum na nossa sociedade.

Os fatores que influenciam em noites “mal dormidas” são inúmeros, e geralmente estão associados ao jeito moderno de viver – estresse, excesso de bebidas com cafeína, muito tempo na TV/celular antes de dormir, não ter horários regulares para dormir, etc.

Um estudo de 2014 verificou em um grupo de mulheres que, as que relataram ter dormido pouco ou mal, estiveram mais propensas a um comer emocional comparadas às que dormiram bem.

Pensando nisso, podemos concluir que dormir pouco ou mal frequentemente também pode influenciar no ganho de peso.

Outros estudos recentes demonstraram que a má qualidade do sono pode influenciar até no desenvolvimento da obesidade, diabetes tipo 2, doenças coronarianas e hipertensão.

Fica a reflexão: é bem mais interessante investir na qualidade do seu sono do que dormir com fome pensando em emagrecer.

Vale a pena rever alguns hábitos. Algumas ações podem auxiliar com que você acorde renovado e bem disposto todos os dias:

  • Deixar de lado alguns estímulos antes de dormir (tv, celular, computador),
  • Evitar bebidas ricas em cafeína no período da tarde e noite,
  • Fazer uma atividade física regular,
  • Estabelecer um horário para deitar (para dormir o suficiente), entre outros.

Emagrecer não é o foco, mas pode ser consequência. Quando o corpo descansa, trabalha melhor e se autorregula, ou seja, o metabolismo fica mais ativo.

Então, não é preciso dormir com fome para emagrecer. Respeitar a sua fome, comer melhor (e não menos!), e dormir bem podem auxiliar na busca pelo seu peso saudável, com mais qualidade de vida.

Bon appétit!

Agora que você já viu que dormir com fome e emagrecer não tem nenhuma ligação, veja também esses outros artigos que separei para você:

E você, já fez ou faz algo como “dormir com fome para emagrecer”? Comente aqui embaixo nos comentários para continuarmos conversando:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *