[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_tjqy"]

óleo de coco para emagrecer

Saiba se o óleo de coco para emagrecer é mesmo eficaz

A alimentação é algo que mexe com a vida de todo mundo – mesmo que você não esteja interessado nos modismos que estão em alta, com certeza em algum momento vai acabar caindo em alguma conversa e descobrir rapidamente todas as tendências. A do óleo de coco para emagrecer é uma das que vieram para ficar.

Aparentemente, ele faz bem para todo mundo e tem as mais diferentes funções, que vão da cozinha aos mais diversificados tratamentos de beleza. Mas sem sombra de dúvidas a característica que alçou o produto à fama foi o possível “superpoder” de ajudar as pessoas emagrecer.

Amplamente divulgado pela mídia como uma “gordura boa”, ele teria a capacidade de acelerar o metabolismo e impulsionar a perda de peso.

Até aí, nenhuma novidade – tantos alimentos já foram elevados ao status de “superalimentos”, não é mesmo? Como se fossem a solução definitiva para o emagrecimento rápido, fácil e indolor. Chia, goji berry, chá verde, linhaça e quinoa são apenas alguns entre os inúmeros que já estiveram em alta.

Mas você já parou para pensar até que ponto isso faz sentido?

Eu, particularmente, não indico o óleo de coco para emagrecer. Primeiro porque não separo alimentos entre os que engordam e os que emagrecem. Esse tipo de pensamento limita muito as pessoas e as fazem esquecer do que realmente gostam de comer!

E assim vão trocando o pão francês pela “crepioca”, o café com leite pelo suco verde e o arroz e feijão de todo dia por um qualquer outra coisa que esteja na moda, sem questionar.

E sem nem mesmo refletir se esse tipo de troca condiz com seu estilo de vida, com o meio ambiente, com a região que vive, com as pessoas que convive e principalmente com o que o próprio corpo está pedindo.

Se você foi alguma vez já foi até uma loja procurando óleo de coco para emagrecer, com certeza se identifica com o que estou falando. Como descobriu esse “superpoder”? Em um perfil de uma famosa, numa matéria de TV ou conversando com uma amiga?

Eu entendo que essas são as formas mais atuais e fáceis de obtermos informação sobre nossa alimentação.

Mas apostar no óleo de coco para emagrecer, e o incluir no seu cardápio sem consultar um nutricionista, sem fazer uma análise mais profunda sobre o seu estilo de vida como um todo, pode colocar sua saúde em risco e trazer o efeito inverso do esperado.

Quando consumido em excesso, ele pode inclusive aumentar o risco de ganho de gordura, de inflamação e diabetes do tipo 2.

Na verdade,  sou contra qualquer dieta restritiva no intuito de emagrecer. Algumas restrições, no entanto, podem ser necessárias em casos de alergias e intolerâncias diagnosticadas por um médico ou especialista. Fora essas exceções, a chave para uma alimentação saudável está em três pilares:

1) Não faça dieta

2) Opte por mais alimentos naturais e frescos

3) Cozinhe mais

Onde já se viu nutricionista falar para não fazer dieta? AQUI! Dá o play no vídeo para entender:

São mais de 20 anos de estudos na área de nutrição e neurociência do comportamento alimentar. Todos esses anos me trouxeram ensinamentos valiosos que reuni em um programa online para que todas as pessoas tivessem acesso e pudessem mudar sua relação com a comida.

São seis semanas de vídeo aulas, materiais e atividades online com dicas práticas para você aplicar no seu dia a dia. Também, ao se inscrever, você pode participar da nossa comunidade podendo trocar aprendizados por pessoas que estão passando ou já passaram pelo programa.

Vamos juntos nessa? Resgatar o prazer ao comer, chegar ao seu peso saudável sem estresses e culpa? Se inscreva agora mesmo no programa online Efeito Sophie.

Óleo de coco para emagrecer: o que diz a ciência

Infelizmente, existe muito marketing por trás dos produtos que são vendidos sob a promessa do emagrecimento. Você pode até pensar: “mas se é natural, mal não vai fazer”.

Esse raciocínio nem sempre faz sentido, porque não podemos nos esquecer que o óleo de coco é uma gordura, composta por ácidos graxos que podem ser altamente inflamatórios quando consumidos em uma quantidade exagerada.

As pesquisas ainda são inconclusivas sobre os seus benefícios para a saúde como um todo, mas, do ponto de vista do emagrecimento, não existem comprovações científicas. Não conheço nenhuma pesquisa séria que incentive o óleo de coco para emagrecer.

Diante desse sucesso e do aumento da procura em cima desse produtos, algumas entidades até já se pronunciaram sobre o tema, como a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e o Conselho Federal de Nutricionistas (CFN). Em nota oficial, elas desencorajam o uso do óleo de coco para emagrecer.

Com moderação, pode!

Se você gosta do óleo de coco e quer usá-lo nas suas preparações, tudo bem! De repente você se adaptou ao sabor e está feliz com essa troca. Mas de novo: sem exagero!

Existem pessoas que colocam em absolutamente tudo que vão consumir e até mesmo dentro do café (bulletproof coffee). Isso não ajuda ninguém a emagrecer e ainda torna a alimentação monótona e pobre do ponto de vista nutricional.

As pessoas estão exagerando um pouco no uso do óleo de coco. Para emagrecer, não deveríamos focar em um único tipo de alimento, mas sim, variar as fontes de gordura e incluir todos os grupos alimentares.

Veja também: Quais os tipos de alimentação saudável? Existe o ideal?

Com relação ao óleo de coco, a recomendação geral é não passar de duas colheres de sopa por dia.

E quando falamos duas colheres, temos que lembrar que já é muito, porque ao longo do dia vamos consumir gordura vindas de outros alimentos também, certo?

Então, melhor do que ficar obcecado com um único tipo de alimento acreditando que ele é milagroso, e gastando dinheiro com isso, volte ao básico: coma mais comida caseira e fresca, dê variedade de nutrientes para o seu corpo e, principalmente, coma o que te faz feliz. Sem seguir modismos, mas sim, ouvindo o mais importante: seu corpo.

Bon appétit!

Agora que você já sabe mais que para emagrecer não precisar usar um alimento como milagroso (óleo de coco), veja outros artigos que separei para complementar sua leitura:

E você, já tinha ouvido falar do óleo de coco para emagrecer? Compartilhe comigo aqui nos comentários abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *