[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_tjqy"]

café da manhã ideal

Café da manhã ideal: existe uma só opção?

Ao fazer uma pesquisa na internet sobre o tema “café da manhã ideal”, encontrei em muitos sites que a melhor opção é consumir suco verde e tapioca.

Contudo, essa opção pode dar certo para algumas pessoas, e ser o terror matinal da vida de outras.

Será que é necessário mudar radicalmente o que já estamos habituados para termos um café da manhã ideal?

Não existe um padrão ideal para o café da manhã (nem para nenhuma outra refeição). Por isso, o café da manhã ideal deve ser algo individualizado, ou seja, depende da cultura, das necessidades e da rotina de cada um de nós.

Vamos entender isso?

Cafés da manhã: influências do clima e da cultura

O clima pode influenciar e muito a primeira refeição do dia.

Por exemplo, em locais de clima muito frio e em que há neve no período do inverno, o café da manhã pode parecer “pesado”, com ovos, carnes e alimentos mais ricos em gordura, lembrando até uma refeição como o almoço.

Porém, faz sentido, pois o corpo necessita de mais energia para manter-se aquecido durante o frio intenso.

Já em regiões de clima tropical ou de clima predominantemente quente, é mais comum encontrarmos uma variedade maior de frutas compondo a refeição.

As frutas são de mais fácil digestão, e podem auxiliar também na hidratação do corpo. Além disso, as regiões com esse clima produzem mais frutas de uma maneira geral.

Com relação à cultura, Portugal, por exemplo, influenciou algumas regiões aqui do Brasil.

Lá é típico a “meia de leite com torrada” que é o mesmo que a “média com pão na chapa” paulistana. Para quem não conhece: café com leite e pão com manteiga.

Mas o café com leite e pão com manteiga que parece tão comum para alguns brasileiros, não faz parte do café da manhã de outros.

No Pará, é comum comer tapioca nessa refeição, além de pamonha, cuscuz e paçoca, acompanhado de sucos de frutas regionais.

No nordeste, em geral, é fácil encontrar nas mesas de café da manhã macaxeira (ou mandioca) cozida, batata doce, curau, manteiga de garrafa, cuzcuz, bolo de rolo, bolo de milho, entre outras iguarias típicas com café coado.

Veja também: O que é low carb? Cortar carboidrato emagrece mesmo?

Em Minas Gerais, ninguém dispensa no café da manhã a broa de milho, o queijo, o pão de queijo e o café.

Já em Mato Grosso do Sul, tem a chipa (parecida um pouco com o pão de queijo mineiro) que vem acompanhada de café quentinho ou tererê (mate verde) gelado.

No Sul, onde o clima é frio e as influências são europeias, encontramos mais pães, salames artesanais, geleias, compotas, queijos, e a tradicional cuca – um bolo de frutas com uma farofa crocante por cima. E assim por diante.

Tudo isso para dizer que o suco verde e a tapioca que citei acima pode até parecer algo trivial para o café da manhã dos paraenses, mas, em contrapartida, pode ser difícil de assimilar pelos sulistas. Entende?

Para pensar no seu café da manhã ideal considere as suas raízes culturais e a região em que mora, e também reflita sobre o que realmente gosta de comer. Se questione:

  • O que sempre foi comum na mesa de café da manhã da sua família?
  • O que sua avó costumava preparar para o café da manhã?

Portanto, não é necessário substituir o pão pela tapioca, se você não gostar da mesma. Nem deixar de tomar o seu amado cafezinho com leite – a menos que você precise restringir por conta de algum problema, como, por exemplo, a gastrite.

O prazer em comer deve fazer parte das nossas refeições, e, no café da manhã, pode fazer com que o dia comece muito melhor.

Alias, não só para um dia melhor, mas para uma semana, um mês, uma vida toda mais leve e prazerosa. A comida deve ser nossa aliada e não vilã.

Para ajudar milhares de pessoas a voltar a ter prazer em comer (e não culpa e estresses, como as dietas restritivas podem gerar), eu criei o método Efeito Sophie.

Compilei todo meu conhecimento de mais de 20 anos nos estudos da nutrição e da neurociência do comportamento alimentar no programa online Efeito Sophie. São seis semanas de vídeo aulas, atividades e materiais online para te ajudar a voltar a escutar os sinais do corpo, como fome e saciedade. Com isso, você conseguirá chegar ao seu peso saudável de forma gradual e com resultados duradouros.

Vamos juntos nessa mudança? Conheça agora o programa online Efeito Sophie.

Mas voltando ao tema de café da manhã saudável… Devo frisar que todos os itens que citei por região são saudáveis, ainda mais se forem preparados em casa. Porém, moderação é fundamental, como em qualquer outra refeição.

É importante lembrar também que o Brasil é um país com uma diversidade de frutas incrível, que podem ser incluídas no café da manhã. As frutas podem ser consumidas sozinhas, ou com aveia, linhaça, granola, iogurte natural (de preferência), e até batidas com leite em forma de vitamina.

Quanto mais variedade no dia a dia, melhor!

Pense nas suas necessidades para adequar a quantidade do seu café da manhã ideal

O café da manhã deve suprir o corpo com energia para iniciar mais um dia. As atividades diárias (trabalho, estudos, afazeres em casa, etc.) demandam quantidades de energia diferentes.

Um varredor de rua pode precisar de uma quantidade maior de alimentos no café da manhã para suprir a energia gasta pela atividade.

Já a pessoa que trabalha em um escritório, vai necessitar de uma quantidade menor, pois geralmente fica a maior parte do tempo sentada.

Isso não quer dizer que o indivíduo que trabalha mais tempo sentado deva restringir alimentos ou mesmo fazer jejum no período da manhã. O café da manhã é essencial para o desenvolvimento do raciocínio e da criatividade, além de evitar a sonolência, dores de cabeça e mau humor. Não pule essa refeição!

Falando em jejum, será que ele emagrece mesmo? Veja o que penso sobre isso:


Comumente recebo em meu consultório pessoas que sentem um descontrole frente aos alimentos durante o almoço.

Quando analisamos mais a fundo, geralmente o problema está no café da manhã, que é insuficiente, ou simplesmente não acontece.

Quando comemos o suficiente no café da manhã, só sentiremos fome em 3 ou 4 horas, e as chances de exagerar no almoço são diminuídas. Sendo assim, respeite a sua fome!

Para facilitar a sua percepção sobre a quantidade de alimentos no seu café da manhã ideal, mastigue bem os alimentos, sem pressa. Dessa maneira, fica mais fácil perceber os sinais da saciedade, como o estômago cheio, sem tender ao exagero. Logo, você saberá quais são as quantidades ideais para você.

Caso você ainda tenha dúvidas sobre essa questão, um nutricionista poderá ajudar.

Conclusão: o seu café da manhã ideal é você quem determina!

O seu café da manhã ideal inclui respeitar sua fome, suas necessidades e a sua cultura, sem deixar de lado o prazer em comer.

Assim, o corpo estará suprido com energia para enfrentar os desafios de mais um dia que se inicia.

Bon appétit!

Agora que você já viu as dicas para um café da manhã saudável e prazeroso, veja também esses outros artigos que separei para você:

E você, como é o seu café da manhã ideal? Conta pra mim nos comentários abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *