[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_tjqy"]

Dica 3 – Ame seu corpo

Aceite e ame seu corpo, é o único que você tem! Seu corpo é seu templo, cuide bem dele! Ele merece!

Infelizmente, hoje em dia, mais de 98% das mulheres sentem insatisfação corporal e têm dificuldade em aceitar e amar seus corpos. Estamos vivendo numa sociedade de ditadura da beleza e da magreza. O pior é que estamos tentando alcançar padrões que nem existem na realidade. As fotos de modelos das capas de revistas muitas vezes são distorcidas com ferramentas como Photoshop.

Existem estudos mostrando que a auto-estima cai depois de apenas 2 minutos olhando revistas de moda! Resista a este movimento e pare de se machucar na procura do corpo perfeito. Comece agradecendo o seu corpo, veja tudo o que ele pode te oferecer: andar, correr, dançar, pular, nadar, alongar, abraçar, beijar, etc… Trate o seu corpo com carinho. Respeite e ame seu corpo!

Cansada de sofrer com dietas e não conseguir o resultado desejado? Descubra como emagrecer de forma sustentável!

Por um dia, pare de criticar, olhe-se no espelho e ame seu corpo ;)

Quem define o que é bonito?
A ideia de que qualquer parte ou forma do corpo é modificável é absurda. Os corpos se apresentam de várias formas e tamanhos, e a beleza vai muito além da sua aparência. (Neumark-Sztainer et al., 2009)

E para você? O que a beleza significa?
Pense nisso, ame-se, e aproveite o momento que você está vivendo agora!

Dica3

Aqui segue um artigo interessante com dicas para melhorar a relação com o seu corpo:
Dez atitudes positivas para mudar a relação entre você e seu corpo

Veja alguns vídeos abaixo da campanha Dove. É bem legal de assistir para refletir:
Retratos da Real Beleza
A beleza é um estado de espírito
Ame Seus Cachos

Leia e reflita sobre a imagem que passamos aos nossos filhos. Amei esse texto:
Exposed by My Children for What I Really Look Like
Fiz uma tradução rápida para vocês:
“Exposta pelos meus filhos de como eu pareço realmente.
Minha primeira reação é de choque. Quem tirou essa foto horrível de mim?
Aversão e nojo me enchem e ameaçam me trazer às lágrimas.
Estou a ponto de apertar “delete”, e o meu menino entra na sala.
“Você sabe alguma coisa sobre essa foto?” Pergunto-lhe.
Dirijo-me a tela para que ele possa vê-lo. Ele abre um grande sorriso.
“Tirei essa foto de você em Tahoe”, diz ele. “Você parecia tão bonita deitada lá. Eu não pude resistir, mãe.”
“Você precisa me perguntar antes de usar o meu telefone para tirar fotos”, eu digo.
“Eu sei”, diz ele. “Mas mamãe, sério, olha como você está bonita!”
Eu olho para a foto novamente e tento ver o que ele vê.
Minha filha se aproxima e dá uma olhada.
“Isso poderia ser um cartão postal, mãe”, diz ela sorrindo. “Você é tão bonita. Eu amo isso.”
Eu respiro profundamente.
Isto é exatamente o que eu precisava.
Meu padrão é me concentrar nos meus defeitos e imperfeições. Estou começando a ver um pouco mais. Eu ainda vejo minhas coxas gordas.
Eu também vejo uma mãe em colapso após explorar o lago por horas com seus filhos.
Eu ainda vejo braços gordinhos.
Vejo também os braços de uma mãe que apenas ajudou seus filhos através das rochas e areia quente para que seus pés não se machuquem.
Eu ainda vejo uma mulher gorda usando um vestido-maiô preto para tentar esconder o problema de peso.
Eu também vejo uma mãe aventureira que ama ferozmente seus filhos.
Como muitas mulheres, eu tenho lutado a maior parte da minha vida com meu peso. Isto nunca vai embora para mim. Eu não tenho um corpo naturalmente magro. Nunca vou ter. Agora eu sou mais pesada do que eu já estive em 10 anos.
Eu não deixei o meu peso me parar neste momento. Eu estou vestindo tops, vestidos e trajes de banho em público. Neste verão, eu estou brincando com os meus filhos e eu às vezes até me sinto atraente.
Sim. Você me ouviu.
“Eu me sinto bonita. Oh, tão bonita. Sinto-me bonita e brilhante!”
Bom … não exatamente. Mas algo parecido.
Será que é porque eu estou ficando mais velha? É que não tenho que me preocupar só de mim. Ou talvez seja porque os meus filhos me olham com tanta adoração.
Realmente, isso não importa. Eu não odeio mais o meu corpo.
Isso é uma coisa enorme de admitir, e difícil até mesmo envolver minha mente.
Eu não vou desistir de me exercitar e ficar saudável. Essas são coisas que eu vou continuar fazendo, porque eu quero estar viva por algum tempo.
Agora, porém, eu só quero amar meu corpo onde ele está. Eu quero que seja OK me ver da forma como os meus filhos me vêem.
Obrigada, crianças.”

Ame seu corpo!

Projeto Verão Sophie: Todo dia de novembro uma nova dica. Clique aqui para saber mais e achar as outras dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *